ETAR DE ALJUSTREL

No documento enviado à nossa redação é frisado que a ETAR da Aldeia dos Elvas encontra-se num estado de abandono absoluto, tal como a ETAR do Carregueiro. As ETAR's de Val d'Oca pelo aspeto do efluente tratado, indicia que o mesmo não está a acontecer, a ETAR que serve o Bairro Azul provoca maus cheiros e a de Jungeiros está inoperacional. Constatou-se ainda, referem, igualmente, os vereadores da CDU, que o esgoto geral da vila, aquando de acréscimos de caudais, provoca a permanência de parte dos efluentes ao longo do barranco que desagua na respetiva ETAR de Aljustrel.

O eleito da CDU Manuel Nobre explicou as preocupações que suscitam as situações identificadas e que a Coligação tomou posição na reunião de Câmara pedindo medidas para a resolução dos problemas denunciados.

Manuel Nobre avançou também, com as medidas concretas que foram requeridas e que o Município de Aljustrel mostrou abertura para a implementação das mesmas.

Os vereadores da CDU apresentaram ainda, em reunião de Câmara, uma recomendação sobre a situação dos refugiados e imigrantes na Europa. Neste âmbito recomendaram à Câmara Municipal que, no quadro de um plano da responsabilidade do Estado central, a autarquia se inclua no esforço de integração destas vítimas, honrando as tradições de solidariedade e humanismo do povo do concelho de Aljustrel.


Comente esta notícia