exposição escrita

Esta exposição é uma iniciativa da Rede de Museus do Baixo Alentejo, com o apoio da CIMBAL-Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo, e pretende mostrar a evolução da escrita, neste território, ao longo da história.

No sudoeste peninsular a escrita desenvolve-se há mais de 2500 anos sendo que, na sua génese, se encontra quase exclusivamente nos monumentos funerários. Os primeiros sistemas de escrita surgem no Oriente há mais de 5000 anos, no entanto, o nosso alfabeto tem a sua origem no Fenício, criado há cerca de 3000 anos, o que propiciou o desenvolvimento neste território, especialmente no sul do Alentejo e Algarve, de uma escrita designada como “escrita do sudoeste”.

A exposição viaja depois pelo tempo até ao Mundo Moderno, altura em que a escrita ganha novos suportes e inventa-se a imprensa o que permite revolucionar a difusão da informação e replicação dos documentos. No entanto, ao longo dos séculos XVI, XVII, XVIII e XIX, a maioria dos documentos, públicos ou privados, são ainda manuscritos, nos séculos XIX e XX divulga-se progressivamente a máquina de escrever e a escrita ganha uma maior uniformidade e rapidez de produção assistindo-se, na segunda metade do século XX, a um tremendo avanço tecnológico onde o suporte material dá lugar ao suporte virtual.

A exposição “Escrita no Baixo Alentejo” pode ser visitada de 2ª a 6ª feira das 9.30 às 12.30 e das 14.00 às 17.00 horas.






Comente esta notícia