Rui Garrido

A execução do PDR2020 é uma das grandes preocupações dos agricultores que se confrontam com atrasos de mais de um ano na análise dos projetos submetidos e com as incertezas relativamente ao financiamento dos mesmos, situações que geram um sentimento de insegurança, que levam ao afastamento dos investidores e até à quebra de compromissos com fornecedores e instituições bancárias já assumidos, avançou à Voz da Planície Rui Garrido, presidente da FAABA.

A FAABA salienta que no quadro anterior, o PRODER, nunca existiu o problema do não financiamento e que vai sugerir ao Ministério da Agricultura, que a reprogramação do PDR2020 que está a ser preparada, contemple as alterações necessárias e as garantias financeiras de forma a não interromper a dinâmica de investimentos e desenvolvimento do sector agrícola da região do Alentejo.

A juntar a estas preocupações está também, a falta de água para abeberamento do gado e nesta matéria a FAABA pretende pedir apoios ao Governo para os "homens da terra" e soluções que podem passar por um aproveitamento do regadio, revelou também, Rui Garrido.

Capoulas Santos, ministro da Agricultura, recebe os representantes da FAABA, no dia 23 deste mês.


Comente esta notícia