Rui Garrido
A resolução urgente do PDR2020 e a falta de água para abeberamento do gado são os principais temas que vão estar em cima da mesa na reunião.

A execução do PDR2020 é uma das grandes preocupações dos agricultores que se confrontam com atrasos de mais de um ano na análise dos projectos submetidos e com as incertezas relativamente ao financiamento dos mesmos, situações que geram um sentimento de insegurança, que levam ao afastamento dos investidores e até à quebra de compromissos com fornecedores e instituições bancárias já assumidos, afirma à Voz da Planície, Rui Garrido, presidente da FAABA.

Segundo a FAABA, no quadro anterior, nomeadamente no PRODER, nunca existiu o problema do não financiamento e, por isso, vai sugerir ao Ministério da Agricultura, que a reprogramação do PDR2020 que está a ser preparada, contemple as alterações necessárias e as garantias financeiras de forma a não interromper a dinâmica de investimentos e desenvolvimento do sector agrícola da região do Alentejo.

No capitulo da falta de água para o gado, é feito um apelo para a resolução urgente do problema porque esta situação arrasta-se há mais de dois anos e já levou ao esgotamento das reservas hídricas de várias explorações da região.

Sem indicadores de melhorias a curto prazo, a situação é, segundo a FAABA, de calamidade e exige adopção de algumas medidas como considera, Rui Garrido.

Comente esta notícia