Homenagem Alvaro Cunhal

Segundo um comunicado divulgado à comunicação social, “os hospitais vão iniciar de imediato os procedimentos necessários à celebração de contrato, constituindo este o primeiro reforço de recursos humanos para 2019”. Ainda segundo o mesmo comunicado a autorização conjunta do ministério da Saúde e do ministério das Finanças "prevê a contratação destes profissionais por tempo indeterminado, na medida em que irão satisfazer necessidades permanentes de serviço”.

Edgar Santos, coordenador no Alentejo do SEP-Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, aplaude a medida mas acrescenta que os 450 enfermeiros a contratar não são suficientes para dar respostas às necessidades do país e fala em 1.500 enfermeiros em falta no SNS.

Ainda segundo Edgar Santos, brevemente vão ser apresentados os dados do sindicato relativos à carência de enfermeiros em Beja e Évora mas, no norte alentejano já se sabe que faltam entre 100 a 150 enfermeiros.



Comente esta notícia