filho da mãe

Esta é mais uma iniciativa que surge no âmbito do projecto “Bandas à Quinta-todas as últimas quintas do mês” da Zarcos-Asssociação de Músicos de Beja em colaboração com a Câmara Municipal de Beja.

Rui Carvalho, Filho da Mãe, apresenta em Beja, as músicas do seu quinto trabalho e deixa o convite para a população da cidade aparecer neste concerto.

Nos discos de Filho da Mãe (Rui Carvalho) encontram-se histórias seguras e bem-definidas com realizações claras dos caminhos que resolve percorrer. O modo como afirma a sua guitarra e a linguagem que pratica nasce, contudo, de uma estranheza com os locais onde decide gravar. Foi assim desde o começo, com Palácio, disco gravado em casa do seu amigo, e companheiro de armas nos If Lucy Fell, Makoto Yagyu, depois em Cabeça, entre Montemor-O-Novo e o Gerês, ou quando foi para Amares resolver as ideias para Mergulho no Mosteiro de Santo André de Rendufe. Água-Má segue a tradição, num movimento entre Portugal Continental (Lisboa, no estúdio HAUS) e as ilhas madeirenses, onde esteve durante uma semana em residência no primeiro trimestre de 2018.

Quanto a Stonehag, criado no Inverno de 2014, é o projecto a solo de Gonçalo Raposo (ex-Dead Southern Tree; ex-October Station) que se propõe a explorar as sonoridades mais obscuras e depressivas do rock alternativo num formato simples e intimista. Sendo apresentado ao vivo através de guitarra eléctrica e voz. Da sua discografia fazem parte dois álbuns de originais, “Emotional Occultism” lançado no verão de 2015 e “Wraiths” editado em 2017. 



Comente esta notícia