FINANÇAS

“A possibilidade dos pais colocarem os filhos que já trabalham na sua declaração anual do IRS e desta forma beneficiarem das despesas e da dedução que o Fisco atribui de forma automática a cada dependente, tem também alguns limites. Um desses limites tem precisamente a ver com o valor auferido. Relativamente à declaração de IRS, que começa a ser entregue no próximo dia 1 de abril, são considerados dependentes se não tiveram auferido mais de 8.120 euros em 2018 - o que equivale ao valor do salário mínimo em vigor no ano passado, pago 14 vezes."

"Esta solução permite aos pais abaterem os 600 euros de dedução pessoal que é atribuída a cada dependente, bem como as despesas com saúde, educação e formação. Em contrapartida, terão de somar ao seu rendimento o valor recebido pelo filho”, refere, igualmente, o “Economia ao Minuto”.


Comente esta notícia