António Revez

Durante 11 dias o evento, de perfil ibero-americano, apresentou em 9 municípios alentejanos, Beja, Aljustrel, Almodôvar, Mértola, Campo Maior, Grândola, Ponte de Sôr, Santiago do Cacém e Elvas, uma programação variada com destaque para o teatro, dança, música e conversas. O Festival, que contou com a presença de companhias de Portugal, Cuba, República Dominicana, Argentina, Honduras, Porto Rico, Brasil e Chile, apresentou-se pela segunda vez, fora do Alentejo, com espectáculos na Casa da América Latina, em Lisboa.

Em jeito de balanço, António Revez, director artístico do FITA, salienta alguns aspectos desta edição e um dos destaque vai para o aumento do número de espectadores, mesmo não dispondo ainda de dados concretos.

O FITA é um evento que já está consolidado, António Revez revela ainda que a edição de 2020 já está a ser preparada.



Comente esta notícia