Manifestação

Vasco Santana, do STAL de Beja, frisa que é notório o descontentamento e a insatisfação dos sindicatos da Frente Comum sobre o OE 2017, documento onde os funcionários públicos não são contemplados e onde não veem explanadas nenhuma das suas reivindicações. Motivações, segundo Vasco Santana, mais que suficientes para levar os funcionários públicos a saírem à rua, a 18 de novembro para participarem nesta manifestação em que também, o STAL vai marcar presença.

Vasco Santana identificou ainda, algumas das reivindicações que os funcionários públicos consideram justas e que não estão no OE 2017, nomeadamente o descongelamento de carreiras e os aumentos salariais. Quanto ao aumento previsto para o subsídio de refeição, Vasco Santana diz que 5 euros a mais por mês é "uma humilhação".

Para além da marcação de uma manifestação nacional para o dia 18 de novembro, os sindicatos da Frente Comum, dizem não ter recebido qualquer contraproposta do Governo às medidas que apresentaram ao Ministério das Finanças e que por isso mesmo, entregaram, novamente, uma série de reivindicações.


Comente esta notícia