seminário EDIA

Os trabalhos, com início marcado para as 9.30 horas, reúnem um conjunto de oradores nacionais e internacionais, de reconhecido mérito e experiência.

A ideia é reflectir sobre os recursos hídricos, a sua afectação sustentável aos diversos usos e a gestão da escassez, tendo presente que o maior utilizador do recurso água é a agricultura, discutir metodologias de planeamento macro, previsão, prevenção, minimização e adaptação a situações de escassez, face a um quadro evolutivo de maior pressão sobre os recursos, de alguma diminuição e de maior irregularidade de escoamento e de maior incidência de eventos climáticos extremos.

Como se poderá garantir que os projectos de regadio já instalados, assim como os que se vão instalar, adoptem as espécies, variedades, as tecnologias e as práticas que garantem a máxima eficiência no uso da água é outra questão em cima da mesa, assim como, de que forma pode a política nacional para o regadio contribuir nesse sentido.



Comente esta notícia