vigilância floresta

A GNR acrescentou aos cerca de 670 militares por dia, já previstos no âmbito da defesa da floresta contra incêndios, o emprego adicional de uma média de 520 militares por dia, o que perfaz o empenhamento total diário aproximado de 1 200 militares.

Ainda ao abrigo da referida Declaração da Situação de Alerta, a GNR está a levar a cabo, a partir desta sexta-feira, ações de patrulhamento (vigilância) e fiscalização aérea, com recurso a um helicóptero da Força Aérea Portuguesa, incidindo nos distritos que se encontram em Estado de Alerta Especial, com risco de incêndio muito elevado e máximo. 


Comente esta notícia