militar da GNR

No âmbito desta Operação estão a decorrer acções de sensibilização e de fiscalização, em todo o Território Nacional, com o objectivo de alertar para as consequências da prática de ilícito relacionados com a contrafacção e a pirataria, procurando sensibilizar a sociedade para a importância dos Direitos da Propriedade Intelectual.

Com o Dia Mundial Anti-Contrafação, procurando-se, a nível global, sensibilizar e alertar a sociedade para este fenómeno, que se desenvolveu em larga escala nos últimos anos, constituindo um dos maiores flagelos do sector do comércio. Segundo a GNR “esta actividade ilícita encontra-se frequentemente associada a redes internacionais de organizações criminosas, com utilização de mão-de-obra infantil e remunerada a baixo valor, ao tráfico de drogas, contrabando e armas, branqueamento de capitais, evasão fiscal e aduaneira, assim como ao financiamento de terrorismo”.

A GNR, através das Secções de Prevenção Criminal e Policiamento Comunitário, está a promover acções de sensibilização junto de comerciantes e, principalmente, da comunidade escolar, uma vez que as “crianças e jovens, constituem actualmente uma grande fatia do consumo, em virtude da crescente comercialização e aquisição de produtos em plataformas on-line, desconhecendo-se muitas vezes a sua proveniência e a qualidade dos mesmos, podendo estar em causa a segurança e a saúde dos consumidores”.



Comente esta notícia