quadro escola

A direcção central do Sindicato de Professores da Zona Sul esteve reunida, na cidade de Beja, e fez uma avaliação extremamente negativa da situação que se vive na Escola Pública devido às políticas impostas pelo actual governo especialmente as praticadas pela equipa do ministro Nuno Crato.

Manuel Nobre, presidente do SPZS, afirma que foram analisadas várias questões desde o pré-escolar ao ensino superior e, no final, a avaliação que foi feita à intervenção o ministério da Educação foi muito negativa.

Manuel Nobre considera mesmo que este Governo tem a intenção de destruir a escola pública.

Manuel Nobre aponta ainda outras críticas e destaca o facto do ministério da Educação continuar sem cumprir a directiva comunitária e a legislação nacional que obrigava à remoção do amianto dos edifícios públicos, incluindo escolas até Dezembro de 2013. A data passou e, segundo Manuel Nobre, edificios de algumas escolas desta região ainda têm amianto.


Comente esta notícia