STAL semana luta

A semana de luta do STAL - Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local termina amanhã, com concentração frente ao Ministério das Finanças e entrega de um documento, de cada região, com as questões que estão por resolver, entre elas, a reposição das 35 horas de trabalho, semanais.

Vasco Santana, do STAL de Beja, realça, em jeito de balanço, a importância que as ações programas para esta semana têm tido, na denúncia e defesa das reivindicações dos trabalhadores da administração local e a forte participação registada, de ativistas do distrito, nas diversas iniciativas realizadas.

São muitas as preocupações que chegam ao STAL, assegura Vasco Santana, nomeadamente o impacto que o encerramento das finanças no distrito poderá ter nas autarquias locais, porque o governo quer transferir para as mesmas alguns destes serviços. Acrescentou que esta medida e outras, referentes a setores como a educação, saúde e noutras áreas, que também estão na mira dos governantes, contribuem ainda mais, para a asfixia do poder local.

A semana de luta do STAL termina amanhã, mas esta estrutura sindical promete não ficar por aqui e já está a preparar uma ação para o dia 20 de fevereiro, a realizar em Évora, avançou, igualmente à Voz da Planície Vasco Santana.


Comente esta notícia