Máquina Lavar

Neste primeiro volume estão contemplados temas como o uso de equipamento de proteção, como máscaras, viseiras e luvas, as medidas de higiene pessoal e das casas, como a desinfeção de maçanetas, o arejamento das divisões, a forma de lavar as roupas ou de tratar o lixo e como utilizar o ar condicionado.

Nesta segunda-feira, apresentamos-lhe algumas das recomendações que integram este primeiro guia da DGS e começamos por revelar aquelas que são as medidas de higiene pessoal.

Quanto à higiene das mãos, ela deve ser regular, ou seja, deve lavar as mãos muitas vezes, ao longo do dia; cuidada, isto é, lavar as mãos durante pelo menos 20 segundos e secá-las bem no final; sem acessórios, o que significa que deve remover anéis, pulseiras, relógios antes da lavagem das mãos.Por fim, mas não menos importante, deve ser utilizada água com sabão,uma vez que, desta forma o vírus é eliminado facilmente. Se não tiver acesso a água e sabão, desinfete com solução à base de álcool com 70% de concentração.

No que toca a etiqueta respiratória, aquilo que deve ter em conta quando tossir ou espirrar é cobrir a boca e o nariz, com um lenço de papel ou com o braço, evitando a projeção de gotículas. Depois de utilizar o lenço, deite-o de imediato para o lixo e lave as mãos. Caso tenha usado o braço ou a camisola, lave-os assim que possível.

Relativamente às medidas de higiene ambiental, nomeadamente, no que diz respeito à desinfeção doméstica, segundo o guia da DGS, a lixívia é um desinfetante doméstico forte que é eficaz a eliminar o novo coronavírus.

A sua utilização deve ser cuidadosa e, nesse sentido, deve ser diluída em água fria, uma vez que a água quente a torna ineficaz, pois facilita que passe da sua forma líquida a gasosa, promovendo a libertação de gases tóxicos.  

Ao aplicar lixívia deve abrir as janelas para arejar e renovar o ar, evitando a inalação da mesma e o contacto com os olhos e a pele. Segundo a DGS, a desinfeção com lixívia é especialmente importante em locais onde houver a presença de uma pessoa com COVID-19.

Quanto à lavagem da roupa, apesar de não haver certezas sobre o tempo de sobrevivência do novo coronavírus, nos diferentes materiais da roupa, a DGS recomenda alguns cuidados que podem prevenir a possível transmissão. O guia sublinha, ainda assim, que só é necessário descontaminar a roupa em alguns casos, nomeadamente, se for doente com COVID-19; Cuidador de pessoas doentes com COVID-19; Profissional de saúde; Outras pessoas que possam ter estado em contacto com pessoas ou superfícies contaminadas.

Nesses casos, quando colocar a roupa a lavar, deve evitar sacudir a roupa suja; Lavar preferencialmente na máquina, com a maior temperatura possível (pelo menos a 60ºC durante 30 minutos); Caso não seja possível lavar a altas temperaturas e precise de descontaminar a roupa, use um produto desinfetante próprio para roupas (como por exemplo, lixívia).

Em relação aos sistemas de ventilação e ar condicionado, o guia da DGS recomenda quemantenha os locais ventilados, abrindo janelas e/ou portas; Se necessitar de usar um sistema de ventilação de ar forçado, assegure-se que o ar é retirado diretamente do exterior e não ative a função de recirculação do ar. Além disso, os sistemas de ventilação e ar condicionado devem ser sujeitos, de forma periódica, a limpeza e desinfeção.

Por fim, destaque ainda para o tratamento de resíduos. Sobre esta matéria, o guia da DGS deixa algumas diretrizes, em particular, se for um caso confirmado ou suspeito de covid19, deve utilizar um caixote do lixo com uma tampa, preferencialmente de abertura com pedal. Caso não tenha um caixote de abertura não manual, lave as mãos antes e depois da sua utilização; Ter um saco de plástico dentro do caixote. Este saco deve ser cheio até no máximo 2/3 da sua capacidade; Os resíduos nunca devem ser calcados, nem deve apertar o saco para sair o ar;

Além disso, a DGS recomenda a limpeza e desinfeção dos caixotes do lixo com regularidade e frisa que os resíduos devem ser descartados em contentores coletivos de resíduos, após 24 horas da sua produção (nunca no ecoponto). 


Comente esta notícia