Saldos

Este ano há menos portugueses a aproveitar os saldos de janeiro em comparação com o ano passado, e daqueles que irão aproveitar os saldos, pretendem fazer compras para si e para outros, sendo que apenas uma pequena percentagem aproveita para fazer compras tardias de natal.

As opções mais procuradas recaem sobretudo em peças de vestuário, seguindo-se os acessórios de moda, perfumes e produtos culturais.

O estudo revelou que são os mais jovens (18-34) aqueles que mais tencionam comprar nestes saldos, ao contrário do que acontece com os mais velhos (65-74) que são os menos interessados.

Quanto à metodologia, o inquérito quantitativo do Observador Cetelem Natal 2020 foi realizado pela empresa de estudos de mercado Nielsen. Este teve por base uma amostra representativa de 600 indivíduos residentes em Portugal Continental, de ambos os sexos, com idades compreendidas entre os 18 e os 74 anos de idade.


Comente esta notícia