João Dias

Na visita que o deputado João Dias efetuou ao Centro de Saúde diz que ficou a saber que há muitas pessoas que não têm médico de família. Acrescentou que o mesmo se passa em Garvão, localidade onde todos os seus habitantes estão sem médico de família atribuído.

O deputado esteve, igualmente, na Unidade de Cuidados Continuados de Garvão e afirma que a mesma está a passar por dificuldades financeiras. Neste contexto avançou que vai requerer que as verbas a afetar a estas instituições sejam entregues com mais celeridade.

No âmbito da atividade do Grupo Parlamentar do PCP, João Dias apresentou uma pergunta ao Ministério da Saúde sobre “pagamento do trabalho noturno aos enfermeiros da ULSBA, em regime de contrato de individual de trabalho”. O deputado esclarece que a ULSBA é a única entidade que está a fazer uma interpretação diferente da lei, pagando a partir das 22.00 horas e não a partir das 20.00 horas.

O parlamentar colocou, ainda, várias questões ao Ministério da Cultura sobre a plantação de olival intensivo que causou danos na ponte romana em Vila Ruiva, concelho de Cuba. João Dias quer saber que medidas tomou o Governo relativamente a esta matéria; se é conhecida a extensão dos danos causados; o que pensa fazer a tutela em relação aos autores dos danos; o que foi feito para evitar situações idênticas e como vai ser melhorada a eficácia das entidades responsáveis sobre a proteção destes bens.


Comente esta notícia