voluntário

O Dia Internacional do Voluntariado foi proclamado em dezembro de 1985 pelas Nações Unidas e os dados disponíveis dizem que, em Portugal, o voluntariado tem vindo a aumentar, tanto ao nível das organizações que o promovem, como a nível da quantidade de voluntários existentes. Ainda assim, o número de voluntários em Portugal é reduzido, se comparado à média europeia.

O voluntariado é um ato de cidadania, sendo cada vez mais uma componente importante no percurso de vida das pessoas, contribuindo para reduzir as disparidades sociais e para promover a necessidade e o dever de ajudar o próximo. Para o voluntário é também um ato recompensador, ajudando a alcançar o sentimento de auto-realização. E é tudo isto que as voluntárias da Cáritas Diocesana de Beja: Leopoldina Almeida, Ivone Leal e Guida Vaz dizem sentir.

Testemunho sentido é, igualmente, o de Guilhermina Lopes, que hoje é voluntária, mas que já precisou, e continua a necessitar, da ajuda da Cáritas Diocesana de Beja. A esta voluntária juntámos a castelhana Célia, que diz que o voluntariado é partilhar o que é com quem julga não ser nada.

Testemunhos de mulheres, no ativo e reformadas, que abraçam a causa do voluntariado na Cáritas Diocesana de Beja, que merecem ser ouvidas nesta data e que esperam que o seu sentir ajude outros a dedicar-se a esta forma de estar na vida, que tal como Leopoldina Almeida referiu no seu depoimento “é muito mais o que se recebe do que aquilo que se dá”.

"Na Cáritas Diocesana de Beja valoriza-se este dia internacional que tem como objetivo facilitar o encontro entre pessoas que expressam a sua disponibilidade e vontade para serem voluntários e as necessidades sentidas nos equipamentos, respostas sociais ou atividades pontuais da Instituição.

Este apelo que fazemos está em consonância com a estratégia e a missão da Caritas, onde os voluntários, são chamados a ser uma comunidade, aumentando a consciência da importância de aprender a viver em comum na realidade global da nosso mundo, conscientizando-nos da responsabilidade de cuidar do planeta, denunciando situações de injustiça e falta de respeito aos direitos humanos, incentivando e trabalhando para fortalecer as nossas comunidades.

A Cáritas Diocesana de Beja tem prestado uma formação “Ser Voluntário” a várias entidades públicas (Municípios, ONG´s) e do terceiro sector com o objetivo de contribuir para a criação de núcleos de voluntariado de proximidade.

A propósito desta formação a Cáritas Diocesana de Beja receberá hoje nas suas instalações o núcleo de voluntariado de Alvito que visita algumas das respostas sociais da Cáritas e participa em dinâmicas de grupo para conhecer melhor esta realidade.

A par desta formação mais abrangente, a Cáritas Diocesana de Beja tem na constituição dos grupos paroquiais de ação social (Grupos Caritas) em toda a diocese, a sua rede de ação social que possibilite um diagnóstico social das comunidades e meios para os resolver de forma mais rápida e célere os problemas sociais identificados. Este projeto de voluntariado chama-se + Próximo e atualmente abrange em toda a diocese cerca de 200 voluntários."


Comente esta notícia

Galeria de fotos