Eleições Europeias 2019

Após o Brexit, o número de eurodeputados diminui de 751 para 705. Dos 73 lugares libertados pela saída do Reino Unido, 27 serão redistribuídos por 14 Estados-Membros, à luz do princípio da proporcionalidade degressiva. Os restantes 46 lugares ficarão vagos, podendo ser utilizados para eventuais futuros alargamentos da União Europeia (UE). Esta decisão assegura que nenhum Estado-Membro perde lugares no Parlamento Europeu (PE) na legislatura 2019-2024.

Portugal volta assim, a eleger, neste domingo, dia 26 de maio, 21 eurodeputados nas europeias deste ano. Esta escolha tem impacto direto na vida dos cidadãos porque serão os representantes escolhidos que decidirão como a Europa atuará nos próximos anos para dar resposta às questões do emprego, das empresas, da segurança, da migração e das alterações climáticas.



Comente esta notícia