Pedro Vasconcelos

A opinião foi manifestada pelo presidente do Conselho Sub-regional de Beja da Ordem dos Médicos, na entrevista desta semana, Voz da Planície/Diário do Alentejo. Pedro Vasconcelos revelou que, a esta altura, o Conselho de Administração da ULSBA está a mapear as necessidades da instituição para avançar com candidaturas antes que o dinheiro seja todo canalizado para Évora.

Pedro Vasconcelos reconhece que Évora precisa de um novo hospital, mas do seu ponto de vista aquilo que está projectado não dá resposta às carências que existem no Alentejo porque houve falta de visão global estratégica para toda a região.

Pedro Vasconcelos afirma que se revê no manifesto subscrito pelos 12 directores de serviço do Hospital de Beja e que era capaz de assinar o documento. A falta de investimento na saúde é uma realidade com consequências a vários níveis, por exemplo, Beja continua a ser o único distrito do País onde o serviço de Imagiologia não tem Ressonância Magnética. Segundo, Pedro Vasconcelos, há ainda os casos mais caricatos de, por vezes, existir dificuldade em haver almofadas ou papel higiénico.

Nesta entrevista, outro tema em destaque foi a falta de médicos na região, Pedro Vasconcelos considera que são vários os factores que contribuem para essa realidade. A região não é atractiva, em várias áreas, e as condições de trabalho, a nível de equipamento e instalações, deixam muito a desejar.

Uma entrevista para ouvir, esta tarde, excepcionalmente, a partir das 14.00 horas, na Voz da Planície e ler na edição desta semana, do Diário do Alentejo.



Comente esta notícia