Hospital de Serpa

A culpa, ao que tudo indica, é do sistema informático que tem de ser alterado dado que a unidade de saúde em questão está a ser gerida, desde o início do ano, pela Misericórdia de Serpa, precisando por isso, de um novo software. Um equipamento refere o Jornal de Notícias, que tem de ser fornecido pela empresa pública Serviços Partilhados do Ministério da Saúde.

A Comissão de Utentes de Saúde e Serviços Públicos está preocupada com esta questão e tem feito todos os esforços, no sentido de perceber o que se passa e se a falta de consultas no Hospital de Serpa está relacionada apenas com a falta de sistema informático adequado. Isto mesmo referiu à Voz da Planície Palmira Guerreiro, da Comissão de Utentes de Saúde e Serviços Públicos, reiterando que para esta entidade, os problemas que se verificam são consequência, igualmente, da saída deste Hospital do Serviço Nacional de Saúde.

Maria Ana Pires, provedora da Santa Casa da Misericórdia de Serpa, esclareceu que em causa estão apenas as consultas de especialidade e porquê.

Maria Ana Pires garantiu ainda que tudo deverá ficar solucionado em breve.


Comente esta notícia