Mãos idosos

As jornadas, que começaram ontem, incluem dois painéis: “Demência: Diagnóstico e Adequação de Cuidados ao Longo da Vida” e “Direito, Ética e Legislação” e colocam “em cima da mesa” diversos temas para reflexão sobre a problemática em análise, com o objetivo de se encontrarem as respostas “mais adequadas” ao público-alvo desta iniciativa. Destas jornadas fazem, também, parte conferências, workshops e simpósios com o objetivo de se reunir, de forma integrada, contributos dos mais variados intervenientes no processo de cuidados à pessoa idosa. Preveem, ainda, a exposição de trabalhos científicos em forma de poster.

Neste sábado, último dia do evento, são realizados o painel II, as conferências II e III, o simpósio II e a sessão de encerramento.

O painel II começa às 09.30 horas e é dedicado ao tema: “Direito, Ética e Legislação”. Um painel para debater os direitos humanos, o envelhecimento e a fragilidade; o rigor, a ciência e humanismo no cuidado: um compromisso que se impõe e as respostas sociais e a qualidade.

O simpósio II sobre “Dor crónica no idoso” começa às 11.45 horas e foca temas como a medicina paliativa, com atenções centradas na Unidade de Cuidados Paliativos do Hospital da Luz de Lisboa.

A conferência II é sobre “Cuidados Geriátricos, fragilidade e desprescrição” e foca, igualmente, a questão da medicina paliativa.

A conferência III é dedicada à temática: “Humanização em saúde” e está marcada para as 14.30 horas.

A sessão de encerramento é às 15.00 horas e tem como objetivo definir “Compromissos para o futuro”.


Comente esta notícia

O conteúdo é grande e diverso, mas dá para perceber toda a matéria ali tratada. Será que houve tempo para analisar toda a problemática e tomar algumas orientações de execução prática? Para quando as II Jornadas?

Manuel Conceição

16/03/2019