IPBEJA

Do conjunto de estudantes que terminaram o curso entre os anos letivos 2010/11 e 2013/14, relativamente aos quais existe informação disponível no site INFOCURSOS, em dezembro de 2015 estavam registados como desempregados 9,9% do total de diplomados pelo IPBeja. Esta é uma evolução muito favorável para o IPBeja, tendo em conta que em dezembro de 2014 este número era de 10,94%, e em dezembro de 2013 era de 11,44% do total de recém diplomados, frisa a instituição na nota de imprensa enviada à nossa redação.

O IPBeja regista igualmente em vários dos seus cursos uma percentagem inferior à média nacional para a mesma área de formação, nomeadamente no que se refere aos cursos de: Agronomia com 4,7% (8,9% a nível nacional); Ciência e Tecnologia dos Alimentos com 8,2% (11,3% a nível nacional); Educação e Comunicação Multimédia com 7,1% (13,2% nível nacional); Desporto com 7,7% (9,7% a nível nacional); Educação Básica com 4,3% (4,5% a nível nacional); ou, Enfermagem com 0,4% (2,9% a nível nacional).

A Presidência do IPBeja congratula-se com esta tendência, acreditando que a atual dinâmica sócio económica da região está a contribuir para melhorar os indicadores de empregabilidade dos recém-diplomados. Na oportunidade, reafirma também, a importância da qualificação académica na procura de emprego, releva ainda a instituição.


Comente esta notícia