Joana Amaral Dias

O livro apresenta “13 Histórias reais de Morte, Perversão e Horror” “procura revelar o quanto o assassínio é complexo, um fenómeno intricado que ocorre no contexto de uma imensa multiplicidade de fatores pessoais e culturais”.

Entre as 13 histórias destaque para os casos de “Francisco Esperança, o Monstro de Beja”, “Luísa de Jesus, última condenada à morte em Portugal” e “Francisco Leitão, o estripador de Lisboa”, conhecido por “Rei Ghob”.

Joana Amaral Dias é psicóloga clínica, ativista política e autora de várias obras, nas quais emprega as ferramentas e os conhecimentos da Psicologia e da Política para ler e interpretar o mundo.

A autora do livro “Psicopatas Portugueses” que colabora, assiduamente, em jornais, revistas e televisão enquanto comentadora e analista política, emprega nesta obra a psicologia para estudar as mentes dos piores homicidas portugueses.


Comente esta notícia