Prova Oral - CDU

Concretização da construção da 2ª fase do Hospital de Beja, investimento nos meios de diagnóstico e nas respostas dos serviços, defesa do serviço de obstetrícia e fixação de médicos com garantias de idoneidade na formação são algumas das propostas na área da saúde. Assegurar a ligação direta de comboio entre Beja e Casa Branca, requalificação da linha entre Beja e Funcheira, repondo a ligação direta ao Algarve, a garantia do IP8 em perfil de autoestrada entre Sines e Ficalho e sem portagens, melhoria das estradas do distrito e articulação dos diversos modos de transporte com ligação ao aeroporto são as propostas no que diz respeito às acessibilidades. 

João Dias considera que foi esclarecedor nas respostas que deu às matérias analisadas. Acrescentou que na legislatura que passou houve progressos que beneficiaram as populações do país, mas que o Alentejo não teve essa sorte. Mais investimento público, mais emprego e melhores condições para os que vivem no distrito, a todos os níveis, é o que a CDU propõe.

O candidato identificou, ainda, como propostas da CDU a salvaguarda da gestão pública da água. No que se refere ao desenvolvimento económico, a CDU quer potenciar com rapidez o aeroporto, desenvolver uma agricultura sustentável amiga do ambiente, que dê respostas às necessidades estratégicas e soberania alimentar do país, articular o setor energético com as potencialidades existentes e a proximidade da plataforma portuária de Sines, promover o emprego e elaborar um plano estratégico de desenvolvimento para a área de influência do Alqueva.

João Madeira integrou o painel de convidados e deu nota “positiva” ao candidato da CDU, dizendo que se notou ter ideias fortes, "embora nalgumas exista pouca compatibilidade com a nossa moldura institucional". Frisou que João Dias conhece bem a região e que acima de tudo tem vontade de contribuir para o seu desenvolvimento.

Recorde-se que em 2015, a CDU obteve 18.592 votos e que elegeu um deputado pelo distrito.


Comente esta notícia

Galeria de fotos