julio resende
Este espectáculo, que viaja entre o jazz e o fado, através da revisitação do repertório do cancioneiro fadista português, vai contar em palco, com a participação de Bernardo Espinho e António Caixeiro.

Júlio Resende recebeu a herança de Carlos Paredes e Amália Rodrigues e do seu dedilhar saiu uma nova e original abordagem ao Fado. "Sem redes", sem partituras, sem guião, improvisando sobre a melodia do fado. Criativo e virtuoso improvisador que se afirmou no jazz, ao lado de Bernardo Sassetti ou Mário Laginha, desafiou as possibilidades da liberdade jazzística e quis cantar a canção portuguesa através do seu piano.

Este espectáculo, com inicio marcado para as 21.30 horas, está integrado na programação da Primavera no Campo Branco.

Comente esta notícia