Túberas

As túberas são uma trufa branca, também conhecidas com trufas alentejanas, que crescem no solo de forma espontânea, e antes de serem confecionadas têm que ser colhidas por quem as sabe encontrar. “Vamos apanhar túberas” é a primeira proposta do programa que desafia os participantes a irem até ao campo para um workshop.

A abertura do certame está agendada para as 12.00 horas de sábado e às 15.30 horas, no recinto do festival, acontece mais um workshop com o tema “Do mato ao prato – desafios para a valorização da túbera”. Este conta com a participação de Celeste Silva e Rogério Loura, da Universidade de Évora, de Margarida Fortunato da Myrtilis Gourmet e de Duarte Candeias, consultor. A moderação está a cargo de Marta Cortegano, da Associação de Empresários do Vale do Guadiana.

“Borrego e túbera – Ligações improváveis” é o tema do showcooking com a Chef Margarida Rodrigues que se realiza no recinto do certame às 17.00 horas deste sábado.

Para domingo, em conjunto com a ACOS, a organização preparou uma demonstração de tosquia de ovelha campaniça ao vivo, com início às 14.00 horas, a que se segue um workshop subordinado ao tema “Potencial da utilização das raças autóctones na agricultura regional – o caso da raça campaniça. A moderação é de João Madeira, da Sociedade Agrícola Vargas Madeira, Lda, com a participação de José Romana, agricultor, de Claudino Matos, da ACOS, e de Carlos Bettencourt, da CEBA/DRAPAL.

A Chef Márcia Leite apresenta, pelas 16.00 horas, mais propostas gastronómicas num showcooking que tem como tema “Novos sabores da túbera”.


Comente esta notícia