João Dias Coelho

Em nota de imprensa, onde são apresentadas as principais ideias que saíram da reunião, é afirmado que os resultados, na região, “confirmam a importância que o PCP e o conjunto das forças da CDU têm nos trabalhadores e no povo e abrem perspectivas para a continuação do desenvolvimento do trabalho e da luta por uma região e um país melhor”. É ainda referido que “apesar da quebra eleitoral, a CDU obtém no conjunto dos 47 municípios alentejanos o apoio de mais de 41.000 eleitores confirmando-se e afirmando-se como a segunda força mais votada para a Assembleia da República na região e a primeira nos concelhos de Avis e Mora”.

Dias Coelho, da DRA do PCP, afirma que os resultados da CDU assumem uma importância maior porque foram obtidos num quadro em que o PS utilizou e instrumentalizou todos os meios, incluindo os do Estado a que se somou a recorrência a manobras ilegais e dilatórias para diminuir a CDU e promover as suas candidaturas.

Ainda segundo Dias Coelho embora o PS tenha conquistado mais 3 deputados no Alentejo, isso não constitui factor de desenvolvimento nem de progresso regional e a última legislatura foi exemplo disso mesmo.

Dias Coelho deixou ainda a garantia que o PCP vai continuar  com o caminho de repor e conquistar direitos para os trabalhadores e a lutar por uma região onde seja bom trabalhar e viver.


Comente esta notícia