Lendias d' Encantar

Na sequência do estado de emergência que o país atravessa, facto que fez cancelar centenas de espetáculos artísticos por todo o país, a Lendias d’Encantar promove esta iniciativa, com o objetivo de atenuar os danos aos artistas nacionais, com principal enfoque nos trabalhadores independentes na área do teatro, música e dança.

“A intenção é minimizar os impactos orçamentais e financeiros” junto daqueles que, na impossibilidade de trabalhar, possam garantir algum rendimento com a venda antecipada dos seus projetos artísticos, explica António Revez, diretor artístico da Lendias d’Encantar.

O responsável, também ator, lembra que nesta altura “os actores, cenógrafos, técnicos, produtores e demais profissionais das artes cénicas são severamente ‘castigados’ com o encerramento forçado de todas as salas do país”. António Revez adianta, ainda, que “não se quer salvar ninguém”, mas sim “contribuir para atenuar as consequências negativas desta situação”.

Assim, até 15 de Abril, a companhia está a receber propostas de produções que não deverão estar afetas a estruturas já financiadas. Será, depois, efetuada uma seleção de projetos a adquirir, sendo que a Lendias d’Encantar comprará os mesmos durante o mês de Abril.

Os espetáculos serão, posteriormente, apresentados em local e datas a definir, consoante a disponibilidade e regresso à normalidade das salas de espetáculos da região.


Comente esta notícia

Notícia positiva do " Lendias d'Encantar ". É em confiança e sem desânimo que se enfrenta as dificuldades. Nesse sentido o Teatro e seus agentes sempre uniram as mãos, dando exemplos de resistência.

Manuel Conceição

05/04/2020