lendias Chile

Trata-se de uma co-produção do FITA- Festival Internacional de Teatro do Alentejo com o Cena Contemporânea - Festival Internacional de Teatro de Brasília e conta com texto do argentino Santiago Serrano.

Em cena, estão Murilo Grossi, actor brasileiro com uma trajectória de grande reconhecimento no teatro, cinema e televisão, a completar 40 anos de carreira e o português António Revez, actor, director artístico da Lendias d'Encantar e programador do FITA.

Este espectáculo é o resultado de alguns anos de encontros, conversas e pesquisas, quando, em 2014 António Revez e Murilo Grossi se conheceram, no âmbito do FITA. Desde então, e tendo em comum a amizade com Santiago Serrano, os três revelaram a vontade de montar um espectáculo que unisse os dois países. 

Furacão Carmen aborda o tema da espera, a partir de elementos que compõem o universo masculino e as suas formas de rivalizar. Os dois personagens centrais, assim como os actores, têm origens diferentes, mas acabam por encontrar pontos comuns, para além dos conflitos. São homens solitários, à procura de sentimentos verdadeiros, dispostos a lançar-se ao desconhecido. Num mundo cada vez mais intolerante, em que imperam a violência e o descaso para com milhares de imigrantes, a peça vem falar da capacidade de compreender e respeitar o outro. Embora venham de terras distantes, os personagens falam a mesma língua e ambos se encontram na mítica Havana, uma terra de utopias, crises e mudanças constantes, cidade criticada por muitos, mas única em perfil no mundo. 



Comente esta notícia