lendias brasil

Com texto do argentino Santiago Serrano, a nova produção reúne, assim, três países do espaço ibero-americano, e conta já com 14 espectáculos agendados no Brasil, até 8 de Setembro.
Em cena, estão Murilo Grossi, actor brasileiro com uma trajectória de grande reconhecimento no teatro, cinema e televisão, a completar 40 anos de carreira e o português António Revez, actor, director artístico da Lendias d'Encantar e programador do FITA.

“A acção de Furacão Carmen decorre em Havana, Cuba, cidade de grande simbolismo para os três intervenientes. Ali, dois homens de diferentes nacionalidades encontram-se por casualidade. Ambos têm raízes em Cuba e acabam de chegar a Havana, onde cada um conhece uma mulher pela qual se apaixonam. Tudo estaria bem não fosse o facto de o noticiário anunciar a chegada premente de um furacão devastador. (...)” 
 
O espectáculo “aborda o tema da espera, a partir de elementos que compõem o universo masculino e suas maneiras de rivalizar. (...) Num mundo cada vez mais intolerante, em que imperam a violência e o descaso para com milhares de imigrantes, a peça vem falar da capacidade de compreender e respeitar o outro. Embora venham de terras distantes, os personagens falam a mesma língua e ambos se encontram na mítica Havana, uma terra de utopias, crises e mudanças constantes, cidade criticada por muitos, mas única em perfil no mundo”.

Depois das 14 apresentações previstas para o Brasil, “Furacão Carmen” tem agendada uma digressão em Portugal e noutros países do espaço ibero-americano.



Comente esta notícia