setembro cultural

Na iniciativa vão ser exibidos 11 filmes de realizadores europeus, numa seleção entre o melhor cinema produzido desde a década de 1920. A maratona termina a 1 de outubro, o Dia Internacional da Música, com o recente filme “Variações”, do realizador português João Maia dedicado a António Variações, artista icónico da música nacional, cuja carreira fulgurante foi interrompida pela sua morte em 1984.

Hoje as propostas são as seguintes: às 15.00 horas, “O Cão Andaluz” de Luís Buñuel e Salvador Dali (França, 1929); às 15.30 horas, “Os 39 degraus” de Alfred Hichtcok (UK, 1935); às 17.15 horas, “Roma, cidade aberta” de Roberto Rosselini (Itália, 1945); e às 21.30 horas, “Hiroshima, meu amor” Alain Renais (França, Japão, 1959).

Amanhã pelas 15.00 horas, é exibido o filme “O Acossado” de Jean Luc Godart (França, 1961); às 16.40 horas, “Amarcord” de Federico Felini (Itália,1973); às 19.00 horas, “As asas do desejo”, de Win Wenders (Alemanha Ocidental, França 1987) e, pelas 21.30 horas, “Tudo sobre a minha mãe” de Pedro Almodôvar (Espanha 1999).

Segunda-feira, dia 30, a sugestão vai para o filme “O Pianista”, de Roman Polanski (França, Alemanha, UK, Polónia, 2003) e, às 21.30 horas, “Na via láctea” de Emir Kusturica (Sérvio 2016). 


Comente esta notícia