marcha lenta

A marcha “Juntos por melhores acessibilidades” teve inicio em Vidigueira, passou por Moura e termina em Barrancos, com declarações públicas dos autarcas dos municípios promotores deste protesto.

João Serranito Nunes, presidente da Câmara Municipal de Barrancos, afirma que este é um “grito de alerta” para que seja cumprido um direito das populações uma vez que o estado em que se encontram as acessibilidades tem consequências, a vários níveis.

Ainda segundo, João Serranito Nunes esta primeira acção, surge como um primeiro alerta e deixa a garantia que outras medidas se vão seguir.

Rui Raposo, presidente da Câmara Municipal de Vidigueira, afirma que para além da falta de segurança, o estado em que se encontram as vias rodoviárias, com destaque para a estrada nacional 258, acabam por ser também um entrave ao desenvolvimento.

Rui Raposo, espera que o Governo olhe para estes estradas como uma prioridade e recorda que recentemente foi entregue ao ministro das Infraestruturas, uma carta onde estavam enumeradas várias preocupações, relacionadas com as acessibilidades na região.







Comente esta notícia