saúde

O Conselho Distrital de Beja da Ordem dos Médicos tomou conhecimento, através de relatos de diversos colegas, dos sucessivos e graves problemas informáticos com que se debatem, de há longo tempo, os médicos deste distrito, particularmente nos Centros de Saúde de Beja e no Hospital José Joaquim Fernandes. Pedro Vasconcelos, presidente daquele órgão, revela que a denúncia já foi feita a quem superintende o serviço e que se espera uma solução para breve.

Em nota de imprensa, o Conselho Distrital de Beja da Ordem dos Médicos expressa, igualmente, a sua disponibilidade para que a solidariedade que assim manifesta aos colegas sujeitos a estas condições de trabalho indignas, continue a ganhar a dimensão pública e necessária, de modo a que as populações saibam ajuizar os moldes impostos ao trabalho dos médicos para que não subsistam dúvidas quanto aos problemas sentidos no adequado e pronto atendimento nos serviços locais de saúde.

Por fim e realçando o empenho actualmente verificado por parte do Conselho de Administração da ULSBA, o Conselho Distrital de Beja da Ordem dos Médicos lamenta contudo, a indiferença que aparentemente tem existido por parte de quem tem responsabilidades pela implementação dos sistemas informáticos disponíveis, tão frágeis quanto sucumbem a uma maior densidade de utilizadores mas também (sabe-se) a condições atmosféricas como a existência local de nevoeiros.


Comente esta notícia