MIguel Carvalho
Nesta última obra, o jornalista desvenda histórias e segredos da violência política no pós-25 de Abril, e tenta responder a algumas questões difíceis e, ainda hoje, polémicas: Quem foram as primeiras vítimas mortais da democracia? Por que razão foram assassinados Padre Max, Rosinda Teixeira e Joaquim Ferreira Torres? Quem protegia e que segredos escondia a rede bombista de extrema-direita? Como enfrentou o cônsul dos EUA no Porto o PREC? O que relatam os diários do norueguês baleado no Verão Quente de 1975? Como é que a Igreja mobilizou e abençoou a luta contra o «comunismo»? O que sabia a PJ sobre o terrorismo político e tudo o que nunca chegou a julgamento? Com recurso a centenas de documentos, entrevistas e testemunhos inéditos, a sua investigação jornalística trouxe à luz do dia histórias secretas ou esquecidas do pós-25 de Abril. Quando Portugal ardeu e esteve à beira da guerra civil.

Miguel Carvalho é autor das obras "Dentada em Orelha de Cão-Histórias do Mundo com Gente Dentro", "Álvaro Cunhal-Íntimo e Pessoal", "Aqui na Terra", "Lúcio Feteira" e "A Última Criada de Salazar". Tem vários textos jornalísticos e literários dispersos por obras e publicações nacionais e estrangeiras.

A apresentação desta noite, na vila mineira, está integrada na iniciativa "Encontro com a escrita".





Comente esta notícia