charcos Milfontes

Esta iniciativa, junta a autarquia de Odemira e a LPN-Liga de Proteção da Natureza, decorre do projecto LIFE Charcos e tem por objectivo promover a conservação, informação e sensibilização das comunidades locais e turistas para a importância dos Charcos Temporários, um habitat de grande biodiversidade e riqueza ambiental.

Em nota de imprensa, o município de Odemira afirma que os Charcos Temporários Mediterrânicos que ocorrem na Costa Sudoeste de Portugal são um habitat natural muito ameaçado, devido à sua fragilidade ecológica e desconhecimento do seu valor natural e que é na Costa Sudoeste que se encontram alguns dos principais núcleos de charcos temporários a nível nacional, a intensificação da agricultura industrializada e o turismo constituem um dos principais factores de declínio deste habitat.

A flora e fauna que ocorrem nos Charcos Temporários são muito específicas e adaptadas à alternância de condições extremas, de encharcamento ou secura, de acordo com a altura do ano, uma vez que os charcos temporários são zonas húmidas em que a permanência da água depende da precipitação anual e das condições hidrogeológicas locais. Os charcos representam um habitat essencial para a reprodução de anfíbios, sendo este o único habitat de água doce no qual se encontram quase todas as espécies de anfíbios da região.






Comente esta notícia