EUA

Para José António Falcão todos os objetivos que a comitiva, de cerca de 50 pessoas, que o TSS 2019 levou aos EUA foram amplamente alcançados. Neste contexto frisou que depois da apresentação do cante “à escala global”, a musica tradicional portuguesa deixou de ser, para os americanos, uma curiosidade folclórica. O diretor-geral do Festival acrescentou que o mérito foi, acima de tudo, do Rancho de Cantadores de Aldeia Nova de São Bento, que soube mostrar a tradição inovando.

A ideia de que a cultura é um agente fundamental para o desenvolvimento passou e este foi um ponto fundamental, segundo José António Falcão. O balanço das reuniões setoriais realizadas nos EUA pelas entidades que integraram a comitiva, também, é positivo e o diretor-geral do Festival explica porquê, dando exemplos concretos.

Relativamente aos objetivos traçados pelo TSS 2019, os resultados não podiam ter corrido melhor, pois foram realizados todos os contactos traçados e ficaram boas perspetivas de continuidade futuras. As declarações são, igualmente, de José António Falcão.

O TSS 2019 arrancou em terras do Tio Sam e começa agora, no dia 26 deste mês, em território nacional, em Vila de Frades, no concelho de Vidigueira, com uma atividade de dedicada à preservação do património e um espetáculo musical nesta data, reservando para o dia seguinte, a salvaguarda da biodiversidade, ou seja domingo, dia 27.


Comente esta notícia