SÍMBOLO DO PARTIDO SOCIALISTA

Com eleições marcadas para 6 e 7 de Dezembro, para as concelhias e secções do PS, os candidatos começam a aparecer e na Concelhia de Beja, os socialistas prometem uma candidatura "forte".

O anúncio, segundo António Mourão, presidente da Concelhia de Beja do PS, deverá ser efectuado até ao final desta semana e será uma candidatura forte, capaz de fazer regressar daqui a quatro anos, os socialistas à liderança da autarquia bejense.

A Concelhia de Beja do PS reuniu-se também, recentemente, para analisar os resultados das eleições autárquicas 2013, no concelho, e António Mourão revelou à Voz da Planície, que naquele encontro se concluiu que os votos obtidos não foram os suficientes para garantir a continuidade do PS no Executivo municipal, apesar de se ter feito uma boa campanha e mandato. Acrescentou que esta foi a segunda melhor votação de sempre do PS no concelho de Beja, embora não se tivesse traduzido em mandatos.

Têm vindo a público críticas que responsabilizam Pulido Valente pelo resultado obtido no concelho e não o PS, dizendo que o ex-presidente da Câmara governou quatro anos de costas voltadas e que o desfecho verificado era expectável. A Voz da Planície questionou António Mourão sobre esta matéria e o presidente da Concelhia disse que não se governou de costas voltadas e que tudo se fez para continuar a merecer a liderança dos destinos do Município, mas que a população se decidiu por um outro projecto. Este responsável político disse também que agora é fácil criticar e que é evidente que as coisas não correram da melhor forma para o PS, porque se tivessem corrido ter-se-ia garantido a continuidade do Executivo municipal de maioria socialista.


Comente esta notícia