campaniço

A edição nº 110, agora lançada, marca o início de um novo ciclo, com um novo grafismo, o renovado boletim informativo apresenta-se, segundo a autarquia castrense, com uma imagem mais coesa, moderna e apelativa aos seus leitores, mas sem perder a sua identidade e a ligação à história do concelho.

Além da missão de divulgar a informação referente à acção do município, pretende-se que este novo “Campaniço” seja editado bimensalmente e possa mostrar as dinâmicas das associações, a inovação das empresas locais e o trabalho de todos aqueles que diariamente constroem o concelho de Castro Verde.

António José Brito, presidente do município de Castro Verde afirma que “Queremos um jornal que fale de nós e do que somos. A edição de recomeço procura ser ponto de partida para esse caminho. Estará aqui, neste jornal com novo grafismo e outros conceitos, toda a informação municipal e das freguesias. A par disso, “aventuramo-nos” para dentro da lembrança das nossas gentes e das suas histórias, numa viagem sentimental que valoriza a saudade e a memória”.



Comente esta notícia

Boa tarde. As opiniões recebem notas de censura nesta rádio quando não são laudatórias? É só para saber como vai a qualidade informativa neste país ( ou região?)! Pensava eu que no lápis azul tinha acabado... enganei-me.Vergonhoso. No minimo.Passem bem.

Nascimento

10/10/2019

Boas. Realmente o Vermelho estava a mais .Questão de coerência. É tudo uma questão de estilo ( design?), ou de propaganda. As eleições estão aí ao virar da esquina e edição "bimensal" é melhor.... "ajuda mais", não é?Enfim, venham as " dinâmicas" que a malta aguenta.

Nascimento

09/10/2019