julio resende

Criativo e virtuoso improvisador, o pianista que se afirmou no jazz, ao lado de Bernardo Sassetti ou Mário Laginha, desafiou as possibilidades da liberdade jazzística e quis cantar a canção portuguesa através do seu piano.

Júlio Resende recebeu a herança de Carlos Paredes e Amália Rodrigues, e dos seus dedos saiu uma nova abordagem ao Fado,. "Sem rede", sem partituras, improvisando sobre a melodia do fado e tornando cada apresentação num presente único que oferece ao público em cada espetáculo. Surge assim um novo paradigma na cena musical portuguesa: o Fado Jazz.

Galardoado com 5 estrelas "Choc-Disc" pela prestigiada revista CLASSICA FRANCE no seu último disco "Amália por Júlio Resende", o pianista acaba de lançar o seu quinto álbum que está a levar a concerto às mais notáveis salas em Portugal - Fado & Further.

Fado em Frente. Assim se poderia traduzir o mote para este concerto que parte do novo disco, em que Júlio Resende continua a revisitar o repertório do cancioneiro fadista português e em Beja convidou para o acompanhar António Caixeiro e Bernardo Espinho.


Comente esta notícia