conferencia imprensa FTSS

Em 2019, o Terras sem Sombra (TSS) volta a fazer a sua viagem pelas várias geografias do Alentejo, chegando este ano ao Alentejo Central. A “aventura” musical, do património e da biodiversidade começa este mês, no dia 26, em Vila de Frades, no concelho de Vidigueira, para terminar a sua viagem em junho, centrando atenções na temática: “Sobre a Terra, sobre o Mar – Viagem e Viagens na Música (Séculos XV-XXI)”, no quadro dos 550 anos do nascimento de Vasco da Gama.

Na apresentação do evento, efetuada hoje, José António Falcão, diretor-geral do TSS, realçou a importância que os Estados Unidos da América têm no trabalho que desenvolve, nas áreas a que o Festival se dedica, realçando que este ano chega ao Alentejo o que de melhor se faz no mundo, nestas matérias, permitindo, em simultâneo, ao território viajar por novos paragens e conhecimentos.

Ana Paula Amendoeira, Diretora Regional de Cultura do Alentejo, marcou presença neste evento, em Lisboa e nas suas declarações frisou que o TSS é muito mais do que um festival, é um projeto cultural abrangente que entende o Alentejo como um todo.

A viagem pela música, pelo património e pela biodiversidade começa este mês e volta a ter Juan Ángel Vela del Campo como diretor artístico. Na apresentação Juan Ángel Vela del Campo destacou, entre outros aspetos, “a vocação itinerante do projeto”.


Comente esta notícia

Galeria de fotos