Petróleo

Os manifestantes concentraram-se em frente à Assembleia da República, chegando de diferentes partes do país e também de Odemira, em representação de populações e instituições locais, assim como de movimentos cívicos e durante a tarde decorreu a audição na Comissão Parlamentar de Economia, Inovação e Obras Públicas dos subscritores de uma petição contra o furo do consórcio ENI/GALP, que contou com a presença dos presidentes das Câmaras Municipais de Aljezur, José Amarelinho, e de Odemira, José Alberto Guerreiro.

"Desta audição, que durou mais de duas horas, resultou o compromisso dos Parlamentares presentes, que tudo farão para recolha de mais dados e respostas sobre o processo junto do Governo, e logo que possível, promover a sua discussão em plenário da Assembleia da República", refere a autarquia de Odemira, em nota de imprensa.


Comente esta notícia