Intervenção estrada Odemira

Neste momento, estão a decorrer quatro empreitadas em Caminhos Municipais, em zonas rurais e de acessos muito utilizados pela população local.

São quatro os troços beneficiados: o CM 1162-2, entre Luzianes-Gare e Corte Brique, no valor de 148.700,00€, empreitada adjudicada à empresa Mota Engil; o CM 1187, entre Corte Sevilha e Carapetos, no valor de 147.781,95€, a cargo da empresa Vibeiras; a EM 552, entre Portela da Fonte Santa e Viradouro, no valor de 149.903,75€, pela empresa Bripealtos; e a EM 532-3, entre Monte da Estrada e Relíquias, com o valor de 147.206,95€, pela empresa Plenavia.

A grande extensão territorial do concelho de Odemira, com 1721 km2, tem inerente uma extensa rede rodoviária. Odemira possui 314 quilómetros de Estradas e Caminhos Municipais pavimentados e cerca de 200 quilómetros de Estradas Nacionais.

De acordo com a Câmara Municipal de Odemira, “tem sido uma prioridade do Município o investimento nas infraestruturas de comunicação, procurando melhorar as vias de comunicação existentes e criar novas vias de comunicação, que atenuem o isolamento das populações, que possibilitem um intercâmbio económico e social”

A autarquia revela, ainda, a sua preocupação com “o evidente estado de degradação em que se encontram as principais Estradas Nacionais que servem o território, designadamente, a EN 120 (na ligação Cercal do Alentejo, S. Luís, Odemira, S. Teotónio e Odeceixe), a EN 123 (ligação entre Ourique/Santa Luzia e Odemira) e a EN 266 (ligação entre S. Martinho das Amoreiras, Luzianes-Gare, Santa Clara-a-Velha, Sabóia e Monchique)”. 


Comente esta notícia