mertola

A Câmara Municipal revela que “irá finalizar várias obras estruturantes para o desenvolvimento económico, cultural e social do concelho, com destaque para o Pavilhão Multiusos de Mértola, o Lar de S. Miguel, a Estação da biodiversidade de Mértola e a pavimentação e saneamento de Picoitos”.

Segundo o município mertolense, “a conclusão do Pavilhão Multiusos de Mértola e a sua entrada em pleno funcionamento irá permitir à autarquia introduzir importantes melhorias e alguma inovação aos eventos que organiza anualmente”.  

A nota da autarquia refere, igualmente, que “o ano 2020 deverá ficar também marcado pelo avanço da obra do Lar de São Miguel do Pinheiro, a conclusão da recuperação da designada Casa Cor-de-Rosa, no Centro Histórico de Mértola, onde será instalado o projeto do “HAMMAM” e “Casa de Chá”, e a recuperação do Edifício do Cineteatro da Mina de São Domingos”.

“Outra obra importante”, frisa a Câmara de Mértola, “é a intervenção ao nível das Infraestruturas de Abastecimento de Água, Águas Residuais e Pavimentação na localidade de Picoitos. Está é uma intervenção que já iniciou em 2019, mas que terá em 2020 a sua conclusão”.

“O arranque do projeto relacionado com o Centro de Valorização e Transferência de Tecnologia com a criação da Estação Biológica de Mértola, nas áreas da Biodiversidade, Agroecologia e Cinegética, nas áreas da Biodiversidade, Agroecologia e Cinegética, perspetiva-se como dos projetos mais decisivos para o futuro deste território e da região”, salienta a autarquia.

“Outro dos projetos estruturantes cujo arranque se perspetiva já para 2020, é o Centro de Interpretação da Biodiversidade do Vale do Guadiana, com a criação da designada Galeria da Biodiversidade de Mértola”.

“2020 será também um ano decisivo para um novo impulso com vista a concretização do CAO-Centro de Atividades Ocupacionais para Deficientes de Mértola”.

Em 2020, a Câmara irá concretizar mais algumas intervenções ao nível da pavimentação de arruamentos como é o caso de Alcaria Ruiva e São Pedro de Sólis.

“Ao nível das acessibilidades”, este ano, “a Câmara continuará a assistir a um forte investimento nesta área, com a repavimentação e alargamento, em algumas zonas, da EM 509, que liga São João dos Caldeireiros à EN 122 (Beja) junto a Vale de Açor de Baixo”.

Ainda de acordo com a Câmara, “um dos projetos que ganhou alguma preponderância no último ano e que em 2020 poderá finalmente começar a dar os seus frutos, é a estratégia de implementação da Rede Alimentar de Mértola onde se integram iniciativas/projetos como o projeto “Mértola com gosto” ou “Frescos sobre Rodas””.

“Outras das iniciativas lançadas, recentemente, que revelou importantes indicadores, e que terá em 2020 a sua segunda edição, é o Orçamento Participativo Mértola”

Finalmente, “no domínio da salvaguarda e valorização do património em presença, destacam-se dois projetos estruturantes que, encerram em si processos de reflexão, salvaguarda, valorização ação educativa conjunta: a candidatura de Mértola a Património da Humanidade e a candidatura do Vale do Guadiana à condição de Geoparque, ambas as “classificações” sob o desígnio da UNESCO”. 


Comente esta notícia