Odemira banner

O Orçamento Participativo de Odemira tem por objetivo potenciar o exercício da cidadania participada, ativa e responsável, com vista à melhoria da qualidade de vida no concelho.

No valor global de 500 mil euros, na edição deste ano é introduzida a condição de afetar 250 mil euros para projetos promovidos nas freguesias do litoral ou com população superior a 1500 habitantes e outros 250 mil euros para projetos promovidos nas freguesias com população inferior a 1500 habitantes.

As propostas apresentadas serão submetidas a votação, durante os meses de outubro e novembro, sendo que aquelas que reunirem mais votos serão integradas no Orçamento Municipal de 2017.

As propostas podem ser apresentadas online, através da página www.op.cm-odemira.pt, e de forma presencial, nas Assembleias Participativas que serão realizadas um pouco por todo o território.

Poderão participar cidadãos com idades a partir dos 16 anos, residentes, trabalhadores ou estudantes no concelho, assim como representantes de organizações da sociedade civil. Cada cidadão pode apenas apresentar uma proposta, cujo valor não exceda os 125 mil euros, incida nas áreas de competência do município e seja de interesse coletivo.

As propostas poderão incidir nas áreas de Urbanismo, Espaço Público e Espaços Verdes, Proteção Ambiental e Energia, Saneamento e Higiene Urbana, Infraestruturas Viárias, Trânsito e Mobilidade, Turismo, Comércio e Promoção Económica, Educação e Juventude, Desporto, Ação Social, Cultura e Modernização Administrativa.


Comente esta notícia