criança computador

A decisão foi tomada numa reunião, por video-conferência, do Conselho Municipal de Educação e tem por base o facto do 3º período, com uma forte componente de ensino à distância, ter colocado aos alunos, às famílias e à comunidade, o desafio do acesso dos estudantes aos suportes tecnológicos e de comunicação essenciais para a sua concretização.

Marcelo Guerreiro, presidente da Câmara Municipal de Ourique, afirma que este investimento municipal é um contributo decisivo para assegurar condições básicas de igualdade no acesso ao conhecimento no quadro da nossa comunidade educativa, depois do levantamento das necessidades realizado pela comunidade educativa. Segundo o autarca os tablets são para as crianças do 1º ao 4º ano e os computadores portáteis para os jovens do 5º ao 12º ano.

Marcelo Guerreiro recorda ainda que a autarquia continua a fornecer as refeições diárias a todos quantos já tinham acesso no respectivo estabelecimento de ensino a este serviço fundamental.

O município de Ourique garante que continuará “a trabalhar para acompanhar a situação, responder às necessidades das pessoas e contribuir para que, em conjunto” esta situação de emergência seja superada.


Comente esta notícia