CTT Ourique

Segundo o município de Ourique “em 2013, o governo PSD/CDS privatizou os CTT e definiu as regras de concessão do serviço público postal universal a um privado” e “desde então, tem-se assistido a uma crescente degradação do compromisso territorial do serviço postal universal, com várias expressões, do encerramento das estações dos CTT à sua transformação em postos ou balcões, passando por uma sustentada deterioração dos ritmos e da fiabilidade da distribuição da correspondência aos destinatários”.

Marcelo Guerreiro, presidente da Câmara Municipal de Ourique, afirma que há já muito tempo que o município tem vindo a reclamar, junto de várias entidades, o serviço de má qualidade que é prestado pelos CTT no concelho. Ainda segundo Marcelo Guerreiro os CTT sempre deveriam ter estado na esfera pública e considera que a reversão é um processo difícil.

O município de Ourique garante que vai continuar a exigir uma melhoria do serviço postal prestado e a intervenção correctiva da entidade reguladora, a ANACOM, a quem compete fiscalizar o cumprimento das obrigações da concessão.




Comente esta notícia