CAO GRANDAÇOS

O projeto passa pela adaptação do Centro de Convívio de Grandaços, cedido pelo município, num edifício com as condições necessárias ao acolhimento de 10 pessoas com deficiência grave e profunda, num investimento de 64 mil euros, financiado em 85% pela União Europeia.

Com a obra em curso, após a conclusão prevê-se a criação de três a quatro postos de trabalho, num quadro de funcionamento pela CERCICOA, em que está garantido a celebração de acordo com a Segurança Social para o seu funcionamento.

Marcelo Guerreiro, presidente da autarquia de Ourique, explica que este Centro surge como uma resposta social que, até então não existia no concelho ouriquense.

É um projeto que pretende desenvolver atividades para jovens e adultos com deficiência grave a profunda, cujo objetivo é o de promover a valorização pessoal e a integração social de pessoas com deficiência, de forma a permitir-lhes o desenvolvimento possível das suas capacidades.


Comente esta notícia