PCP Beja
Nesta matéria, o PCP acusa o PS de tentar iludir as populações com proclamações locais de diversa ordem mas, recorda que inviabilizou, no passado mês de Dezembro, na Assembleia da República, juntamente com o PSD e o CDS, a iniciativa do PCP de repor e devolver as freguesias ao Povo, como afirma Miguel Serra, da Concelhia de Beja do PCP.

Na reunião, a educação também mereceu destaque, o PCP valoriza a luta do pessoal não-docente das escolas, marcada para dia 3 de Fevereiro, exigindo, entre outros, medidas políticas efectivas para pôr fim à falta crónica de pessoal e ao recurso sistemático e ilegal à contratação precária. Miguel Serra afirma que, no concelho de Beja, a situação só não é pior porque o município e as freguesias têm correspondido a atribuições que não são da sua alçada.

Os comunistas decidiram ainda "encorajar" os trabalhadores e as populações a lutarem pelos seus direitos, por mais e melhores serviços públicos, por mais e melhores acessibilidades nomeadamente o IP8 e a Ferrovia, e a participarem nas comemorações do 25 de Abril e do 1º de Maio. É ainda destacada a acção política que decorre junto dos trabalhadores precários em várias empresas e locais de trabalho do concelho no âmbito da campanha "Mais direitos, mais futuro. Não à precariedade" e que vai trazer a Beja uma exposição sobre a temática no próximo mês de Maio.

Na reunião foi também agendado, para o dia 25 de Fevereiro, um Encontro Concelhio da CDU, em Beja, e para 21 de Maio, a Romagem Catarina Eufémia, em Baleizão, assim como, as comemorações do 96º aniversário do PCP, com uma dezena de iniciativas a realizar no mês de Março.

Comente esta notícia