Grupo Coral Vila Nova São Bento

Vinte e quatro vozes masculinas ecoaram nos corredores do Parlamento Europeu, para sensibilizar, para as características únicas do cante coral alentejano e para a necessidade da sua preservação.

Uma passagem por Bruxelas que apresentou ao Parlamento Europeu o Grupo Coral e Etnográfico de Vila Nova de São Bento, do concelho de Serpa, e que ocorre numa altura em que está em curso a apreciação da candidatura do cante alentejano a património cultural imaterial da humanidade, da UNESCO.

Aquela possibilidade surgiu também por convite dos eurodeputados do PCP João Ferreira e Inês Zuber, no âmbito da sua actividade parlamentar, como explicou à Voz da Planície Miguel Madeira, responsável da Direcção da Organização Regional de Beja (DORBE) do PCP.

Nesta passagem por Bruxelas houve também, a oportunidade de realização de uma reunião com a Comissão de Cultura e Educação do Parlamento Europeu, que tem uma palavra a dizer sobre a candidatura, e a actuação do Grupo ajudou à elevação desta forma de cantar no Alentejo, que se quer universal. As declarações são, igualmente, do responsável da DORBE do PCP Miguel Madeira.


Comente esta notícia

O Grupo Coral \"Estrelas do Guadiana\", de Tires - Cascais, na qualidade de apoiante da candidatura do Cante a Patrimínio Imaterial da Humanidade agradece aos representantes do PCP no Parlamento Europeu a iniciativa de levar o nosso Cante Alentejano junto daquela instituição. Na verdade, só se pode gostar daquilo que se conhece. E esta manifestação artística, entendida como matriz cultural do povo alentejano, adquire toda a sua dimensão quando é apreciada ao vivo, e ainda mais sendo representado por um Grupo de referência como é o Etnográfico de VNS Bento. Uma excelente estratégia em prol da candidatura do Cante a Património Universal. Bem hajam pela iniciativa! O nosso profundo agradecimento!

José Freire Colaço

30/11/-0001